TCCs, CELULARES E MÍDIAS

Sua opinião 
Com surpresa pela repercursão do último post, decidi continuar o assunto. Em uma exposição de trabalhos de TCC as pranchas estão expostas. Entre plantas, elevações e imagens, alguns QRcodes destacam-se. Ao mirar no diagrama de código, um vídeo do percurso interno surge na tela do celular. A compreensão do projeto arquitetônico se completa com a explicação, pela voz do autor, sobre a fundamentação conceitual daquela obra. Tudo muito bem ilustrado. Esse cenário aparentemente futurista pode se viabilizar com certa facilidade, desde que haja criatividade, foco e organização. Hoje o conteúdo já é produzido. Pense: tiramos fotos digitais, montamos modelos tridimensionais, editamos animações, gravamos nossa voz com o celular, etc. Conseguimos com facilidade juntar todos os arquivos do projeto em um DVD. Então, o que falta para uma apresentação mais interativa? Pode ser que esse seja o problema: estamos mais preocupados em COMO APRESENTAR, quando o foco deveria ser COMO A APRESENTAÇÃO SERÁ VISTA. Conceitualmente, os QRcodes abrem um universo de ligação entre o mundo material estático e o mundo multimídia dos dispositivos móveis (celulares). No universo de apresentação de trabalhos de projeto, as possibilidades de uso são infinitas. Quem quiser experimentar montar uma prancha de projeto com vídeos lincados, basta incluir o vídeo da animação no YouTube, gerar o QRcode do link do vídeo e inserí-lo na prancha. Ao ver o projeto, qualquer um com o celular leitor de QRcode poderá instantaneamente ver o vídeo. Quais experiências de uso de mídias em projeto você conhece? Há outras formas de utilizar os QR codes para apresentar projeto que poderiam ser utilizadas? (2817)

3 comentários. Faça o seu!:

Fernando disse...

Gi. acredito que tecnologias como o QRcode, celulares, leitores digitais, realidade virtual e outros já não estão tão distantes assim. Tem uma empresa de perspectivas digitais do RJ, se não me engano, que já utiliza a realidade virtual para apresentar o empreendimento ao comprador. Você anda por uma sala vazia como se estivesse no apartamento. Realmente interessante. Permite vivenciar o projeto muito mais facilmente do que numa representação 2D.

Gisele Pinna disse...

Você vê Fernando!
Agora imagine colocar o vídeo no YOUTUBE e um QRCODE no stand e a pessoa com seu celular ver o vídeo?
Quero ver seu próximo projeto com esses links, ok?
Depois me mostre
Abs
Gisele

Souza's Blog disse...

Salve Gisele.
li este trechinho - Uma tecnologia que foi criada e utilizada no Japão desde 1994, e que se espalhou ao redor do mundo, também mostra as caras por aqui. Há tanto tempo e eu não tinha dado a devida importância...
Fui um pouquinho além e fiz um QR e postei no meu blog.
Valeu pela dica.
[ ]s
Souza

Postar um comentário